RSS

Retaguarda

COMO FUNCIONA 

Trinta e quatro linhas escritas a punho, mesmo com uma letra pequenininha, apertadinha, no papel, ao serem transportadas para a tela do computador muitas vezes representam menos da metade. Tomando por base uma letra como a minha, que é pequena e redonda por força dos muitos e muitos exercícios em cadernos de caligrafia, quando aprendi a escrever, uma folha normal de papel tamanho A4 (que são essas que podem ser compradas nas papelarias, livrarias e supermercados, vendidas como folhas de computador), pode chegar a pelo menos 40 linhas completas.

A proporção é de que cada cinco linhas escritas à mão com uma letra como a minha correspondem a duas linhas na tela do computador. Eu muitas vezes penso que poderia dar uma esticadinha em alguns assuntos, para garantir um pouco mais do que aquelas 12 a 15 linhas que caracterizam o que eu chamo de post oportunista, mas às vezes o que foi escrito já diz o que eu queria dizer naquela postagem.

Em meu favor ainda posso afirmar que na maioria das vezes as postagens que eu mesmo julgo que serão oportunistas acabam não sendo, por causa do meu estilo de escrever.

 Para quem não está acostumado com a nomenclatura, ou vem aqui todo dia, mas ainda assim não sacou a razão pela qual me refiro a posts oportunistas: primeiro, eles não são uma doença (piadinha sem graça). Não é isso. Como é notório, estou no meio de um desafio pessoal de tentar terminar o ano com 4.900 postagens publicadas no blogue. Para isso preciso escrever, em média, a partir de hoje, pelo menos três posts por dia. Como nem sempre tenho tantos assuntos (ou vontade de vencer a preguiça), eventualmente posso publicar alguma coisa apenas para fazer número no total de postagens.

A este tipo de publicação eu chamo de oportunista, porque ela existe muito mais pela manutenção da média do que por ter algo a dizer. E é aí que eu digo que muitas vezes penso que um post será oportunista mas ele acaba não sendo porque consigo montar mais do que 12 a 15 linhas na tela do computador, que é o mínimo que julgo necessário para um post não ser classificado como de oportunidade.

Posts de oportunidade, mesmo, por incrível que possa parecer, acho que só faço no diário, quando eventualmente não dá tempo de produzir um texto para deixar publicação agendada. No diário me permito colocar textos de quaisquer tamanhos e estilos, porque eles servem para me situar sobre como foi aquele determinado dia em que as coisas aconteceram de um jeito diferente.

Este post, por exemplo, não nasceu com ideia de oportunidade, porque gosto de escrever sobre os bastidores do blogue.


Your Comment