RSS

Sósias

MUITO PARECIDOS

Inter e Grêmio, Grêmio e Inter, ambos só têm condições de ganhar uma competição no ano. E só um pode ganhar. Mas nenhum dos dois está se esforçando muito, pelo que se tem visto e pelo que se viu ontem. Os dois perdendo de virada. Não sei se o Veranópolis é melhor que o São Paulo, nem se o Inter é pior que o Grêmio, mas para o Colorado o resultado foi mais pesado, porque foi dentro do Beira-Rio. Como se os apagões da iluminação tivessem acendido o time visitante.

O problema pareceu ser, mesmo, do estádio, e as quedas prejudicaram muito mais o time da casa. O gol contra de Jackson foi uma fatalidade, pode acontecer com qualquer zagueiro a qualquer momento, mas o erro de Alisson que propiciou o segundo gol (para nem falar na cobertura zero, já que Zambi chutou a bola quase da linha de fundo e não havia ninguém da defesa colorada para interferir no lance) foi inacreditável. Um goleiro não pode sair da área e ir até a intermediária para tentar dar um bote, não pode só tentar. Tem que dar o bote. E nem era preciso sair daquele jeito.

Já em Rio Grande, se o Grohe estava com dificuldade para segurar a bola, que jogasse sem luvas. Ninguém encostou nele, para que soltasse aquela bola. O goleiro soltar uma bola é coisa que pode acontecer, é normal. O que espantou foi que não havia ninguém da defesa gremista para dar um chutão e tirar a bola da área. Um balão para cima teve o dom de paralisar os jogadores gremistas. Bola alta dá pânico. Mas o São Paulo continuou jogando, no mesmo lance, e fez o gol de empate pouco mais de dois minutos depois de ter sofrido o primeiro. No começo do segundo tempo o Grêmio pareceu que ia resolver a partida.

O que se pode dizer de gol olímpico em um escanteio mal cobrado, bola quase rasteira? Quase nada. Se viesse por cima ainda tudo bem. Mas havia um monte de gente no meio do caminho. E a bola ainda passou exatamente onde estava Wesley, que errou ao tentar rebatê-la. Inexplicável.

E no terceiro gol do São Paulo, de novo a paralisia coletiva. Ficou todo mundo olhando, depois de Marcelo fazer o milagre de tirar a bola quase de dentro do gol. Deu para ver direitinho que o jogador que fez o gol partiu depois do chute de fora da área.

O que eu disse para meus colegas de trabalho, ontem, está valendo: o Grêmio vai levar um balaio da LDU, na próxima quarta,m e não termina o jogo com onze.


Your Comment