RSS

Um Milagre

Na HORA e a TEMPO

Sem dúvida alguma, uma das melhores fases da vida é aquela em que a gente não tem a menor preocupação com o relógio. Acho até que o mais correto seria falar das fases da vida, porque há duas em que a gente é mais feliz, não tendo que se preocupar com o relógio, porém na infância a maioria de nós não tem consciência do quanto se é feliz por não ter que pensar nisso. Na infância a preocupação com os horários é dos pais. A gente quer mais é se divertir.

A outra fase é quando já se está aposentado, mesmo quando ainda se está trabalhando. Aí não se trata mais de uma obrigação de atender ao relógio, mas de uma escolha. O problema todo é que para a maioria das pessoas, aquelas que não pensaram ou não tiveram tempo de se preparar, o relógio ainda continua no controle. Para essas pessoas, ele é implacável. O relógio quase todos os dias me cobra, mas eu dou mais atenção ao relógio biológico.

Foi ele que outro dia me salvou quando eu esqueci de ativar a sessão do Sleep Better na hora de dormir na noite anterior. É ele quem dita se eu posso ou não comer alguma coisa no meio da tarde. Ele dita tudo. O que comer, o quanto e quando. Está certo que o outro relógio regula meu tempo de exercício, o tempo de leitura e o de ver filmes, mas ele o faz apenas por uma questão de escolha da minha parte. Porque eu me preparei para ser o dono do meu tempo, não para deixá-lo ser dono de mim.

Agora está chegando uma nova fase do tempo. Um tempo para lidar com coisas que estavam adormecidas, talvez esperando para quando o tempo trouxesse a hora certa. Ela mais ou menos se aproxima, sinal de que o que estava esquecido agora emerge com uma força divina, com uma forma divina, e eu, como um fazedor de milagres, não me surpreendo porque sei que eles acontecem, justamente porque sou um fazedor.

É um milagre no tempo. Mas agora a hora chegou.


Your Comment