RSS

Uma Vez os Reservas

SEGUNDO POR INSTANTES

Precisando desesperadamente de vitórias para escapar do rebaixamento, a Ponte saiu para cima do Grêmio tanto em termos de tentar atacar quanto em termos de se defender atabalhoadamente, o que acabou gerando o cartão vermelho para Fernando Bob na jogada em que entrou com as travas da chuteira nas costas de Ramiro. Para quem acha que o adversário com um homem a menos ficaria em dificuldades, não foi o que aconteceu.

A Ponte Preta é um time relativamente bem montado pelo técnico Eduardo Baptista, e os reservas do Grêmio, notoriamente desentrosados, não souberam tirar vantagem. Com Jael na frente, não tem retenção de bola. Começando como titular, Everton até tenta articular algumas jogadas, mas, sem parceria, acaba apelando para o individualismo inócuo. A defesa não foi grandemente testada, tendo correspondido bem, com exceção de Léo Moura, que não acertou nenhum cruzamento.

Com o que se sabe de Renato, não haverá mudança no intervalo. Fernandinho ficou no banco, junto com Beto da Silva.

E realmente não houve mudança.

A Ponte começou tentando atacar, chegou a quase marcar e na sequência o Grêmio finalmente chegou à vantagem no placar. Apesar de tudo, as dificuldades gremistas na partida continuaram, enquanto a Ponte segue atacando do jeito que dá. Para azar do Grêmio, Renato teve que queimar uma substituição quando Beto da Silva, que havia entrado no início da segunda etapa, sentiu lesão muscular e teve que sair.

A Ponte lutou muito até o fim, mas esbarrou nas grandes defesas e intervenções de Marcelo Grohe, que se transformou em nome do jogo. O Grêmio só não ampliou por muito azar, porque a Ponte se atrapalhava sozinha. Primeira vitória dos reservas do Grêmio na competição.


Your Comment