RSS

- O DESAFIO da LEITURA
maio 22nd, 2022 - 8:02 § in Comportamento

A Ordem Natural

Dia 142 – 2022 / Semana 20

Domingo

É PARA TODOS

O envelhecimento é um processo natural, que não tem que ser sobre dores e perda de memória. Claro, com a idade costumam vir algumas alterações de memória. A maioria das pessoas associa o envelhecimento com redução de desempenho cognitivo. Mas em vez de pensar no envelhecimento em termos de perda de memória, podemos pensar em como nosso cérebro se adapta e compensa para nos permitir lembrar das coisas que são mais importantes para nós.

Eu mesmo, costumo dizer que estou envelhecendo quando ele esqueço alguma coisa. Mas não tenho medo, nem todas as mudanças cognitivas na idade adulta são negativas. Está na hora de mudarmos a forma como pensamos sobre o envelhecimento. Algumas habilidades permanecem relativamente estáveis e alguns podem até melhorar. De muitas maneiras, nossa meta cognição, ou nossa capacidade de lembrar seletivamente de informações e perceber quando não o fazemos, podem
melhorar à medida que envelhecemos.

Vamos começar com o positivo – habilidades que permanecem estáveis.

A memória absoluta permanece aproximadamente a mesma ao longo da vida. Em outras palavras, uma vez que você aprender andar de bicicleta, esta memória processual provavelmente vai ficar com você à medida que você envelhece, desde que você não tenha danos cerebrais ou doença. A memória de reconhecimento também permanece relativamente estável ao longo do tempo, o que significa que uma vez que você aprende alguma coisa, sua habilidade para selecioná-lo de uma lista mais tarde
permanece aproximadamente o mesmo, se você tem 27 anos ou 67.

E sempre podemos usar estratégias como anotar as coisas para garantir que nos lembraremos de coisas importantes no futuro.  A memória semântica melhora em torno de 60 anos de idade, e só depois disso começa a declinar. Significa que os adultos mais velhos ainda tem boas habilidades verbais e é por isso que eles são grandes amigos para resolver palavras cruzadas (sou cruzadeiro de carteirinha).

Uma área relacionada, em que os idosos podem se dar melhor do que os mais novos inclui habilidade usar o conhecimento e a experiência. Como pessoas mais velhas tiveram mais tempo para adquirir conhecimento e experiência, este modelo é lógico. Inteligência cristalizada muitas vezes é verificada com compreensão de leitura e testes com analogias, pois os mais velhos saudáveis tendem a ir melhor nesses testes que os mais novos. Por fim, quanto mais velho melhor em raciocínio diante de problemas interpessoais ou emocionais e outros problemas cobrados.

A teoria é que, com sua maior experiência e conhecimento deste tipo de situação, são mais propensos a ter tido alguma experiência semelhante e a poder usar essa experiência. Claro, existem algumas habilidades cognitivas, que pioram com o envelhecimento. Recordar torna-se mais difícil. Embora o reconhecimento seja estável, é mais difícil para os mais velhos do que para os mais novos gerar respostas sem diretrizes, como na memória livre ou às vezes em um teste de lembrete direcionado.

Da mesma forma, a memória episódica é prejudicada.

Muitas vezes as memórias se formaram há muito tempo atrás, isso será relativamente estável, mas a formação de novas memórias episódicas fica mais difícil com a idade. Podemos não lembrar o que comemos no café da manhã dois dias atrás (por enquanto eu ainda sei, porque meu café é sempre o mesmo). A velocidade de processamento diminui com o envelhecimento. Então, se você estiver assistindo a um teste com seu neto, ele pode saber a resposta tão bem quanto você, mesmo que você saiba mais, e vai ser mais fácil para ele responder em muito pouco tempo.

No entanto, outros tipos de memória, como a memória semântica, podem melhorar com a idade – o que significa que podemos confiar em conhecimento e experiência anteriores. Além disso, coisas como sabedoria e criatividade podem florescer na velhice. Uma memória seletiva também pode nos ajudar a melhorar o humor. Uma memória seletiva pode nos ajudar a focar nas coisas que são mais importantes para nós.

Há um grande porém a ser levado em consideração: à medida que envelhecemos vai ficando cada vez mais difícil manter efetivamente nossa atenção entre tarefas; assim, nos distraímos mais facilmente. Isso está relacionado com a velocidade de processamento.

E há uma outra coisa, ainda, que influencia muito para que as pessoas tenham medo de envelhecer: deveríamos mudar de perspectiva e aceitar o fato de que não somos nossas ocupações. Muitos idosos estão no mundo procurando relacionamentos.  Você conhece alguém, você vai a um primeiro encontro, você pode conhecer alguém na academia, você conhece alguém em um bar, a pergunta surge. O que você faz? Qual é o teu trabalho? Qual é sua profissão? Você trabalha em quê?

Bem, a preocupação com os idosos é que se você está aposentado, talvez não tenha o mesmo significado.

A propósito, é uma crença falsa, e talvez você tenha o mesmo pensamento. Para si mesmo, se não está trabalhando, você não tem a mesma autoestima que teria se estivesse envolvido em seu trabalho e seu emprego. A pessoa tem que lembrar que é um ser humano. Quando você olha para o mundo e vê um animal, um golfinho, por exemplo, você vê um mamífero. Um gorila, um cachorro, mas nós somos humanos. Somos um ser humano. Um ser humano, não o que fazemos para viver. Estamos sendo para ser. O ato de ser humano.

Talvez nossa ocupação, nosso papel na vida, seja apenas ser feliz. Talvez possamos encontrar a felicidade em nossas relações familiares, nossas amizades, nossas atividades na comunidade, retribuindo uma caridade (o ato de ser humano) ao invés de sermos a ocupação que temos, ou tivemos. O Dyer escreveu, sobre isso, que “se você é o que você faz, então, quando não faz, não é“.

As mudanças cognitivas na idade adulta não são apenas negativas.

Embora algumas habilidades cognitivas se deteriorem, é importante lembrar que em idosos saudáveis algumas habilidades cognitivas permanecerão estáveis ou até melhorar. Muitos idosos na faixa dos 70 e 80 anos relatam maior satisfação com a vida e felicidade do que na meia-idade. Se cuidarmos de nós mesmos fisicamente e escolhermos nos concentrar em lembrar das coisas boas, estaremos lançando as bases para uma vida longa e feliz.

Se você conhece alguém que esteja com dificuldade de aceitar o processo de envelhecimento, ou se você mesmo tem problemas com isso, clique aqui.

E se este post fez algum sentido para você, compartilhe-o com seus amigos, convide-os a visitarem. Deixe seus comentários e sugestões para temas. 

Obrigado.

.


maio 21st, 2022 - 7:21 § in Comportamento

Por Que Não?

Dia 141 – 2022 Sábado A MESMA TECLA Além de acordar cedo, o que a disciplina realmente significa? Eu a emprego em vários, se não todos, os aspectos da minha vida. Tenho essa teoria de que a autodisciplina começa ao não dar a si mesmo nenhuma outra opção – ou pelo menos tornar mai[...]


maio 20th, 2022 - 8:06 § in Comportamento

Um Alegre Despertar

Dia 140 – 2022 Sexta SEU MAIOR DESAFIO Desde o dia 2 de janeiro de 1990 tenho o hábito de levantar cedo. A data foi uma recompensa., uma mudança em meu horário de trabalho, depois de passar seis meses cumprindo um compromisso com a chefia da época, de trabalhar no turno da madrugada. A par[...]


maio 19th, 2022 - 21:14 § in Grêmio

GRÊMIO 0 x 0 Criciúma

O técnico Roger Machado sucumbe à tentação de sacar do time o garoto Gabriel Silva para um jogo em que só a vitória interessa, contra um adversário que é fraco, mas vem para jogar copa do mundo. No ataque, ele saca Elias e promove a atuação conjunta de dois centroavantes de ofício. 8ª R[...]


maio 19th, 2022 - 7:46 § in Comportamento

Dê-se um Tempo

Dia 139 – 2022 Quinta NEM TÃO SOZINHO Estamos vivendo em um mundo que exige mais pensamento e trabalho mais profundo do que nunca, enquanto todos nós simultaneamente nos tornamos cada vez mais incapazes desse foco. Pense que você está se perdendo por distração, em nosso ultrajante tempo [...]


maio 18th, 2022 - 8:07 § in Comportamento

Foco no Que Você Quer

Dia 138 – 2022 Quarta PARA TODOS os MEDOS Eu não acredito que você deva ter medo de adoecer. Acredito que você deva ter medo de não ter saúde. Esse medo faz com que a pessoa aja em favor de se manter saudável. É assim que funciona comigo. Uma vez eu tive medo de ter […][...]


maio 17th, 2022 - 7:42 § in Comportamento

Não Escute Tudo

Dia 137 – 2022 Terça SAIBA o QUÊ e COMO FILTRAR Hoje eu vou falar sobre o Medo da Crítica.  O que acontece com esse medo. As pessoas quase nunca vêm com novas ideias. Ou são muito tímidas para falar sobre seus métodos de resolução de problemas ou são tímidas até mesmo para falar s[...]