RSS

julho 23rd, 2021 - 17:13 § in Comportamento

A Hora Chegou

Sento-me agora para escrever, no último dia da primeira semana de uma nova vida. Não é o mesmo que o final de uma primeira semana de férias, por exemplo. Quando estamos em férias, se sabe que um dia teremos que voltar, e queiramos ou não, essa ciência é uma forma de pressão. Quando não se tem que voltar a pressão desaparece.

Também estou ciente de que não é a mesma coisa de não ter que voltar por se ter perdido o emprego.

Eu nunca perdi o emprego. Não posso sequer imaginar o que isso seja, especialmente numa época como a que vivemos desde o final de 2019. Portanto, não posso falar e nem escrever sobre o que desconheço.

O que estou conhecendo agora é uma sensação de leveza. Uma sensação boa, de não ter nenhum arrependimento. Tomar decisões radicais nunca foi meu forte, apesar de ter tomado algumas, ao longo da vida. Não é o meu forte, mas eu as tomo quando acho necessário. A execução é que é sempre demorada, e isso atenua um pouco a aparência de radicalidade. Como algo que funciona para mim, a demora na execução de decisões radicais eu considero um trunfo.

Meu guru Wayne Dyer, que foi uma pessoa que ajudou a mudar não só a minha, mas as vidas de milhares de pessoas (e como ele afirma ao final do filme A Mudança (The Shift), se tiver mudado a vida de apenas uma já teria justificado sua passagem por este planeta). dizia que “nada tem mais força do que uma ideia cuja hora chegou“. É uma afirmação verdadeira. Mas como a gente sabe que a hora de uma ideia chegou?

Porque a dúvida, a incerteza e o medo são as primeiras reações que costumam se apresentar diante de qualquer ideia que nos pareça radical.

Eu soube várias e várias vezes que a hora de uma ideia havia chegado quando a sensação de desconforto com as situações era maior e mais forte do que a de conforto. Uma ideia radical tem a ver com paz de espírito. Ser não há paz de espírito na situação que precisa de mudança, então talvez a ideia não seja assim tão radical. Pode ser uma bênção.

Um bom termômetro são as respostas às perguntas sobre “o que pode acontecer de pior se“.

O que pode acontecer de pior se eu fizer isso ou aquilo? Inclui o que se faz, o que se fala e o que se sente. O que pode acontecer de pior se eu não fizer isso ou aquilo?

Essas perguntas a pessoa pode fazer em seu íntimo, a si mesma, dando a si mesma as respostas, sem precisar falar com ninguém a respeito, se não quiser. Ela tem as respostas dentro de si, e essas respostas lhe dirão o que fazer. Ao pensar em alguma decisão radical, sempre é bom lembrar as palavras do Professor Helio Couto: coragem não é ausência de medo; coragem é agir apesar do medo. E também é bom lembrar as palavras de Napoleon Hill no livro “Mais Esperto que o Diabo“: “medo é a ferramenta de um diabo idealizado pelo homem“.

Medo todos temos, de algo ou alguma coisa. Mas o que pode acontecer de pior se decidirmos enfrentá-lo?


junho 17th, 2021 - 9:54 § in Comportamento

Mais uma Sobre Mudança

Faz algum tempo voltei a gravar vídeos para o You Tube, utilizando um antigo canal que havia criado em 2016 quando estava pensando em parar de trabalhar quando completasse 60 anos, o que aconteceu em 2018. Como já mencionei num desses novos vídeos, muitas coisas aconteceram, os planos mudaram, e [...]


abril 11th, 2021 - 12:08 § in Complementos

O Que Você Realmente Quer?

O maior medo que todos os seres humanos têm é o medo da rejeição. O Medo de não ser bom o bastante. Medo da crítica. Todas essas são denominações que se dá ao receio de não ser aceito. É esse medo que não deixa boa parte das pessoas fazerem o que é necessário para promoverem […[...]


março 29th, 2021 - 10:46 § in Comportamento

Por Onde Começar a Mudar

É sempre muito fácil a pessoa alegar que não tem mais idade para empreender, ou fazer qualquer outra atividade que a tire da zona de conforto (que na verdade é uma zona de perigo). Depois de 11 anos ininterruptos (13 se contar com o tempo do Terra) escrevendo diariamente, o que parecia ser um h[...]


março 22nd, 2021 - 9:16 § in Comportamento

E o Tempo, óooo

SEGUNDA Hoje, 22 de março, completo um ano de tele trabalho, ou trabalho em regime de home office. Tirando um único episódio de “saída do ar“, em que por pelo menos duas ocasiões num período de um ou dois dias seguidos, perdi totalmente a noção do que dizia ou fazia, dentro de ca[...]


fevereiro 23rd, 2021 - 11:16 § in Comportamento

Dia 54 – 2021

terça Bom. Então aconteceu que há mais de um ano se começou a ouvir falar sobre o surgimento de um novo tipo de vírus, e o que parecia se tratar de uma epidemia localizada na China se alastrou pelo mundo e virou uma pandemia cujo nome todo mundo conhece. Antes disso eu havia meio que […][...]