RSS

Adeus ao Título

RESTOU o de SEMPRE

Acho que o Roger andou lendo o que escrevi, aqui, pois tirou Wallace Reis da zaga, colocando Kannemann, que eu escrevi que não podia sair do time, e também colocou Pedro Rocha no meio, tirando Henrique Almeida e fixando Luan na frente. Passou a braçadeira de capitão para Geromel.

Nos primeiros minutos o Grêmio tem predominância das ações, tentando explorar erros da defesa palmeirense, mas como sempre todo cuidado é pouco.

O jogo é nervoso. Muitas jogadas ríspidas, a meu ver com algumas faltas que o árbitro não dá. Os dois times se defendendo muito fortemente, com a defesa palmeirense errando mais. Em compensação, o ataque gremista continua com dificuldades de finalização.

Para variar, na primeira bola alta na área gremista o time vacilou e o Palmeiras só não teve um gol confirmado porque havia um impedimento de Thiago Santos.

Ao final do primeiro tempo o predomínio das ações do jogo já tinha virado em favor do Palmeiras, que tinha mais posse de bola e pressionava mais. O Grêmio estava mais se defendendo, que outra coisa.

No segundo tempo o Palmeiras encurtou a marcação, no reinício da partida, mas depois o Grêmio começou a jogar no abafa, chegou a estar com três atacantes no final, mas faltou tanto sorte quanto competência, e também aconteceram boas defesas do goleiro Jailson.

O Grêmio hoje se despediu da possibilidade de título. A briga agora fica por conta da tentativa de conquistar uma vaga para a Libertadores.


Your Comment