RSS

Ainda Desconfio

JOGO no ESCURO

O apagão da noite passada, em Porto Alegre, pelo menos foi democrático: igualou ricos e pobres. Na Zona Sul apagaram-se os bairros Tristeza, Cristal, Cavalhada, e eu colocaria Camaquã junto. Comprovou-se que minha teoria estava errada: o gerador da Trevo só funciona na Trevo, não alimenta a área em volta.

Na Zona Norte apagaram-se os bairros Higienópolis, São João e parte do Petrópolis. E houve os intermediários Menino Deus e Cidade Baixa (que é onde fica a Procergs, mas ali tem gerador).

Como sou do Cavalhada, fiquei sem poder ver o jogo do Grêmio desde antes do final do primeiro tempo. A luz caiu por volta das 23, um pouco antes, e voltou quando já passava da meia-noite. Quando retornou, corri para ligar o PC e acertar o pouco que lembrava de cabeça e complementar com o que ainda deu para ver, na televisão. Fi-lo com o celular ainda ligado na rádio, junto com outro aparelho, porque vamos que a CEEE resolvesse brincar de novo e promovesse outra queda na energia.

Sim, porque só pode ter sido brincadeira. Eu recém havia pensado que, ao contrário do que se esperava, depois de dias de calor escaldante, aconteceu apenas chuva, pelo menos em cima do lugar onde eu moro. Não houve vendaval, não havia raios, nem relâmpagos, não havia trovoadas, Tanto que eu estava com o ar desligado e as janelas abertas.

Não chovia para dentro de casa. A noite estava perfeita, mas como perfeição não faz parte da História do Mundo, num contexto de tranquilidade a CEEE deixou boa parte de nós democraticamente empenhados na escuridão. Nenhum engenheiro daquela empresa vai conseguir me convencer de que houve queda de algum poste, ou algum fio arrebentado que colocou nas trevas bairros da zona norte, da zona sul e da zona central da cidade.

Quanto ao jogo do Grêmio, não posso dizer muita coisa, porque mais ouvi do que vi. Pelo que ouvi, não consegui entender como o Nando Gross dizia que o Grêmio tinha controle da partida enquanto o Pedro Ernesto narrava ataques e mais ataques do Nacional. Até onde pude ver, antes do apagão, depois de um começo igual a outros já vistos, em que partiu para cima do adversário dando sufoco, o Grêmio começou a ceder espaços e o Nacional equilibrara as ações.

No segundo tempo o Grêmio fez seu gol numa jogada que ao que parece é bastante treinada, com Ramiro passando por fora, na direita, e Riveros vindo de trás entrando pelo meio, mas o Pedro continuou narrando ataques e mais ataques do time uruguaio. Sei lá. É que eu não entendo nada de futebol.

A parte boa é que enquanto tem apagão o relógio da luz não roda.


Your Comment