RSS

Brasileirão 2019 – 34 (8.879)

Eduardo Coudet anuncia sua saída do Racing e aumenta a expectativa sobre sua chegada ao Beira-Rio. Enquanto isso o técnico Zé Ricardo tenta ajudar o time a se manter dentro do agora G-7 da Libertadores, com a conquista daquele título pelo Flamengo. O adversário luta por uma vaga na Sul Americana. Entram na rodada como 7° e 12° colocados, por ordem de mando de campo.

No BEIRARIO – 24.11.

19h

(1) INTER 2 x 2 FORTALEZA (0)

*

Primeiro tempo: começando com o Fortaleza tentado se impor e criando algumas dificuldades para o Colorado, que não está conseguindo atacar como se espera de quem precisa da vitória para aspirar a uma vaga direta na Libertadores. Na origem do gol do Fortaleza Rodrigo Moledo dá um encontrão no árbitro, cai e com isso fica fora da área e fora de combate para tentar evitar a jogada. Guerrero lançado na área vara a cara com o goleiro, perde o domínio e bate fraco para defesa parcial de Felipe Alves, aos 16. O Fortaleza fez o gol e não se encolheu, pelo contrário, seguiu atacando. Guerrero cobra falta da intermediária pelo meio, a bola passa por cima da barreira e cai no canto inferior esquerdo, onde Felipe Alves faz defesa espalmando para escanteio, aos 33. A superioridade técnica colorada é evidente. Nos minutos finais estava claro que já poderia ter empatado, mas o time peca nas finalizações, enquanto o Fortaleza tenta ser perigoso nos contra-ataques, mas alguns jogadores conduzem demais a bola e com isso favorecem o sistema defensivo do Inter.

VAR: não confirmou pênalti sobre Edenilson, que caiu dentro da área em lance de ataque, aos 20; acionado para anular pênalti mal assinalado pelo árbitro, porque não aconteceu, a bola bateu nos bagos do zagueiro do Fortaleza, aos 47.

O Fortaleza volta com uma alteração para o reinício de partida.

Segundo tempo: começando com o Inter saindo para cima em busca da virada. Chute de Edenilson da entrada da área pela direita que Felipe Alves espalma para escanteio, aos 2. Bruno Melo bate pênalti e Lomba faz defesa importantíssima no canto inferior direito, aos 48. Minutos finais de muita pressão por parte do Colorado, depois da defesa de Marcelo Lomba na defesa do pênalti mal assinalado e mal cobrado.

VAR: acionado para alertar o árbitro sobre um suposto pênalti de Victor Cuesta, quando a bola bate em seu braço dentro da área, mas ele nem estava olhando para a bola e ainda estava sendo empurrado pelo atacante, aos 46.

Gols: Osvaldo lançado em velocidade entra na área, ganha de Heitor e na saída de Lomba desvia para as redes, aos 7; Pottker cruza da direita, a bola atravessa a área por cima, onde do outro lado Uendel cabeceia para o meio, ajeitando para Guerrero, que vindo de trás completa para as redes, aos 42. Segundo tempo: contra-ataque do Fortaleza , Gabriel Dias recupera uma bola que saía na lateral, avança até a ponta direita, cruza para o meio da área, a bola desvia, Lomba dá um tapa, ela vai na trave esquerda e volta para o meio da área, onde Uendel perde a disputa para Tinga, que empurra para as redes, aos 26; Parede cobra escanteio da direita, bola alta na área cearense, onde na marca do pênalti Guerrero sobre mais que todo mundo, cabeceia e manda no canto superior esquerdo, sem chance de defesa para Felipe Alves, aos 36.

Resultado que mantém o Inter vivo na luta pela vaga da Libertadores, mas apenas para G-6.

*

Árbitro: José Mendonça da Silva Junior (AB/PR), com Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (AB/PR).

Público: pagante 24.873; total 28.684; renda R$ 681.315.

Melhor do jogo: Paolo Guerrero.


Your Comment