RSS

Dia 133 – 2013

segunda

Horário da Postagem

13:14

O dia transcorre exatamente como a previsão, antes da chuva (que ainda não aconteceu): alternância de sol e nuvens. A temperatura no início desta postagem é de 21ºC, e está se aproximando da máxima especulada, de 26.

MANHÃ de FOLGA 1

O que mais me impressiona é que sempre tem alguma coisa acontecendo com aquele carro. Parece que quanto mais eu faço por ele, mais insatisfeito o Santa fica. E o que me deixa mais P da vida é que alguns problemas são reincidentes, é sempre a mesma coisa.

Como ontem, quando voltava da casa dos pais.

Fiz a costumeira parada para abastecer, no posto da Nonoai, e quando fui arrancar, quem diz que o moço queria pegar? Fui forçando a barra e acho que foercei demais, porque o pedal do acelerador foi lá para o fundo, de novo. Mas como isso aconteceu, se há 15 dias foi colocado um kit novo, de aceleração? A diferença foi que desta vez o cabo não arrebentou. O acelerador funciona, mas o pé vai lá embaixo.

O resultado disso é eu ter que sair de casa no único dia em que poderia ficar tranquilamente de molho, para levar o carro no mecânico. Relembrando: sábado tive que sair para levá-lo ao borracheiro; ontem tinha plantão. Estava com quase tudo certo para ficar em casa numa boa e aí aconteceu isso. Daqui a pouco saio para resolver esta questão. Desde já, penso que como é um problema que passou por uma revisão há duas semanas, apenas, deve estar em garantia. E penso que se tiver que deixar lá para pegar mais tarde, lá se foi a esteira, porque meu costume nesses casos é voltar a pé da oficina quando o Santa fica, e ir a pé para buscá-lo de volta.

Para isso, vou agora, na primeira hora da manhã.

*

MANHàde FOLGA 2

Eram 8:55 quando eu entrei em casa de volta, vindo do mecânico.

Segundo o rapaz que mexeu no carro, no conserto anterior houve um problema de o cabo do acelerador ficar curto demais, o que foi corrigido, mas que mesmo assim ficaria com alguma folga, senão o pedal não alcançaria o botão limitador do assoalho, mas o caso é que mesmo com uma pequena folga, depois da mexida o pedal ficou de um jeito decente, em que eu pisei e o Santa acelerou normalmente. Do jeito como estava ontem, depois da parada no posto e hoje enquanto o levava de novo, a folga era tanta que o carro demorava a desenvolver velocidade e depois parecia desgovernado, quando o pisão no acelerador fazia efeito.

Foi um acerto rápido e sem custo. Eu é que fiz questão de deixar os R$ 5,00 que haviam faltado quando do acerto do pagamento do conserto de duas semanas atrás.

Feito isso, voltei para casa e continuei a leitura da ZH, que comecei enquanto o mecânico trabalhava. Agora termino este texto e vou para a esteira, a fim de estar livre antes de meio-dia, quando então vou escutar os programas de esporte, almoçar, digitalizar e publicar este texto.


1 Comments Add Yours ↓

  1. Delair Braga #
    1

    Grande abraço querido, tudo de bom, beijo.



Your Comment