RSS

Dia 161 – 2011

Horário de Postagem

11:07

A madrugada foi mais nublada que o transcorrer do dia, até o momento. Agora o quadro é de parcial nebulosidade. A temperatura seguiu em recuo, caindo para 16,3ºC, na parede.

2

P” da VIDA

O que mais me chateou (e eu reclamei a respeito) foi o fato de ter deixado o carro na segunda-feira de manhã, antes das 10.

O mecânico me liga na sexta-feira mais ou menos no mesmo horário para dizer que o Santa só vai ficar pronto na metade da semana que vem, talvez na quinta. Segundo o Jefferson, o cara que faz chapeação para eles pegou o carro apenas na quarta e só deu valores na quinta e ele, Jefferson, esqueceu de me ligar durante o dia, lembrando só à noite, o que não quis fazer porque não adiantaria nada mesmo.

Reclamei. Uma semana pra me dizer que ficaria sem carro no findi. Tem que trocar metade do assoalho do lado do motorista e metade do lado do carona; o custo final será de R$ 1.055,00; claro que ele precisava que eu adiantasse uma parte do valor para que pudesse comprar as peças, disparando hoje o processo de trabalho no carro, mas só na metade da semana que vem para ficar pronto.

Como eu não sairia de casa para dar o adiantamento, ele passou o número da conta da oficina no Banrisul e eu fiz uma transferência.

Mas fiquei muito chateado, deixei isso bem claro. Não queria ter sido avisado em cima da hora. Agora vou ter que revisar todo o meu planejamento para o findi. Findi do Dia dos Namorados.

Além de pouca prática, ainda tive mais este.  

1

QUEM VAI QUERER SABER?

Questionado por mim mesmo sobre a validade da providência, deixei de lado a camiseta de mangas compridas, o que não evitou que eu acordasse suando na madrugada.

A questão foi que depois me de dei conta (do pior jeito, claro) de  que vestindo as mesmas roupas, tapado com as mesmas cobertas, se não estiver dormindo, não suo. Descobri isso depois de acordar por volta das 4:30 e não dormir mais. Foram várias as razões. Pensando na restituição do Imposto de Renda, que é uma merreca, mas vai sair já no primeiro lote (lembrando que apesar de na época ter me certificado de ter guardado o número do recibo para a declaração do ano que vem, se o fiz, não lembro onde guardei) ; pensando no esquema dos splits, que é para daqui a duas semanas (se é que vou levar o plano adiante); pensando se o mecânico ligaria para dizer como estava o carro (e se caso ele não ligasse, a que horas eu deveria ligar).

Mais uma vez não saí da cama cedo, mas depois de o relógio ter despertado sem que eu tivesse dormido, assisti os dois filmes que havia para assistir, não sem ter ficado pendurad0 no pincel do atraso do Universal Channel, mais uma vez (os dois filmes foram gravados naquele canal; um na quarta, outro na quinta. No de quarta não só o tempo que deixei deu para todo filme, como para a chamada do episódio da semana que vem e mais um pouco; no de quinta o tempo reservado sequer deu para ir até o final do filme, ou seja, o canal é completamente fora da casinha).

Depois disso, levantei, tomei café e fui passar aspirador, e aí aconteceu que a p0nta da extensão que eu estava usando começou a queimar. Desliguei tudo antes que torrasse e tentei consertá-la, refazendo as conexões dos fios com os terminais, mas não deu jeito. Lembrando que havia uma caixa parada embaixo do balcãozinho da cozinha (pelos quase seis anos em que moro neste apartamento), cheia de materiais elétricos e outros quetais, tratei de tirar tudo ali de dentro e não encontrei uma ponta fêmea de terminal elétrico. Em compensação o espírito deeu hoje joguei tanta coisa fora se apossou da minha pessoa.

Se o material estava parado havia cinco anos, tal e qual notas fiscais de contas pagas e comprovantes de restituições de imposto de renda, e durante este período não tinha aberto aquela caixa para nada, estava chegada a hora da despedida, e o que ainda não foi para sacos de lixo está numa sacola para ir para a casa dos meus pais, para ver se eles querem aproveitar alguma coisa. Tem lata de tinta preta esmalte, pincel novinho ensacado, só olhando para ter uma ideia. Coisa que por cinco anos não me serviu para nada (algumas coisas até teriam servido se eu tivesse lembrado que estavam ali).

Na semana que vem será a vez de o Mensageiro da Caridade vir buscar algumas coisas.


Your Comment