RSS

Dia 167 – 2022

Quinta

PARA MAIS REFLEXÃO

Acima de todas as demais circunstâncias da vida, há uma coisa que as pessoas têm dificuldade em admitir, mas que é uma lei natural da qual não se pode fugir e a maioria das pessoas não faz nenhuma questão de entender. Uma lei natural é uma circunstância definitiva. Não há o que fazer com ela. E o que as pessoas não gostam de encarar como uma realidade natural da vida é o fato de que as pessoas precisam morrer.

Quando e como é a única questão, realmente. No meu caso, é a única preocupação que tenho: quando e como. Então, se a morte vier até nós, sim, faremos todo o possível para nos salvar, mas se for além disso, aprendamos a morrer graciosamente. Não vamos lutar e lutar com ela sem parar. Acho isso uma maneira horrível de morrer. A maneira como as pessoas estão chegando ao fim do seu tempo neste planeta, em muitas situações, é realmente uma maneira horrível de morrer.

Mesmo que eles tenham oitenta e cinco, noventa, ficando em um hospital cheio de canos e agulhas por toda parte, para mim não é vida. Tudo bem se você morrer dois anos antes, qual é o problema? Você morre pacifica e graciosamente. Isso me parece mais importante.

A morte é a última coisa que você faz em sua vida, você não deveria fazê-lo com dignidade. Devemos aprender a aceitar a morte como parte de nossa vida. Nós não estamos desejando a morte, mas quando ela vier, vamos aprender a passar por ela tranquilamente, mesmo que não de boa vontade. Se houver a possibilidade de nos salvarmos, vivendo além disso, tudo bem, mas um dia não escaparemos deste destino comum e natural.

Em muitos lares geriátricos muitas vezes pessoas são mantidas vivas além de sua morte apenas por causa do apoio médico e é uma tortura para si mesmas e para todo o mundo. A gente conhece histórias de maus tratos por pessoas que trabalham nessas casas, e mesmo sendo cuidado em casa não há garantias de que não acontecerão. Entendendo a morte como uma coisa natural, penso que não quero  ficar vivo por aí como um cadáver ambulante, não entendendo nada, esquecido de tudo, tendo perdido todos os meus sentidos por ter vivido além do meu tempo.

Se não houvesse tanta informação médica, muitas pessoas teriam morrido graciosamente em um certo ponto, não é? Não faz sentido esticar mais um mês, mais um mês, mais um mês; não faz nenhum sentido. Mas a vida não é entendida dessa forma,
estamos pensando sempre em esticá-la. Então, se o corpo de alguém está quebrado além da redenção, precisamos aprender a morrer com tranquilidade, aceitando que é uma lei natural.

Seria melhor as pessoas entenderem que está tudo bem, você sabe, estamos todos na mesma deixa, não estamos? Vida e morte são os dois lados de uma mesma moeda. As duas coisas são naturais. A gente nasce; a gente morre. Devemos entender onde uma coisa termina e a outra começa, não é?

Para entender melhor os processos  de aceitação da morte, clique aqui.

E se este post fez algum sentido para você, compartilhe com seus amigos, deixe seu comentário e/ou dê sugestões sobre temas para postagem.


Your Comment






Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.