RSS

Dia 200 – 2019

sexta

Horário da Postagem

09h48min

Em Porto Alegre o dia amanheceu com nebulosidade forte

, mas apenas um site acenou com remota possibilidade de chuva; a velocidade média do vento lá uma leve acelerada, com movimentações entre 1 e 6 km/h; a temperatura máxima segue em aceleração, na casa dos 21 a 22°; a umidade relativa tem queda acentuada, oscilando entre 72 e 93%; a temperatura mínima também dá uma avançadinha, com variação entre 12 e 13°Celsius. No momento desta publicação, 15°. Dados de aplicativos de clima para celular (Yahoo Tempo, Accu Weather, GoWeatherForecast, Tempo Agora, Radar Meteorológico).

De volta à rotina de postagens regulares no blogue, aqui estou desde ontem brigando com a recusa sistemática do PC de casa a voltar a funcionar normalmente. Não é de surpreender, já que por conta da viagem e dos três dias fora de casa eu o desliguei. Até entã ele parecia ter vencido (ou ao menos momentaneamente) ultrapassado a barreira do desconforto operacional.

Vou ficar me virando com o notebook ate ele voltar a levar uma vida normal.

Sobre Pelotas.

Trata-se de uma pequena metrópole. Organizada, limpa, com muitos empreendimentos imobiliários em desenvolvimento. Tem uma avenida bem parecida com a nossa Ipiranga, só que sem o arroio no meio. Se Caxias é a segunda maior cidade do Estado, Pelotas bem poderia ser a terceira (mas ainda não conheço Santa Maria).

A cidade tem mais do que a Fenadoce como atrativos, mas o povo, a administração pública e o comércio parecem não estar preparados para receber turistas. O povo e o comércio a gente até entende, mas o poder público não saber explorar é decepcionante. Nós gostamos muito do Centro da cidade. Tem um calçadão que dá de relho no de Porto Alegre. Tudo muito organizado e limpo.

O caso é que, para nós, o espirito de vivr em cidade grande já foi para o saco. Certamente teríamos motivos para voltar lá, mas jamais escolheríamos para morar. Muito grande, muito movimento, trânsito intenso, caótico e feroz, já temos em POA. A sensação de pertencimento que sentimos em Nova Petrópolis passou batida em Pelotas.

Não chegou nem perto.

æ

A pior coisa de se perder um aparelho de celular, hoje em dia, no meu caso, reside no fato da perda de uma série de aplicativos que fazem parte do meu dia a dia. Ah, mas eu comprei um chip virgem, botei o mesmo número e tal, mas não é a mesma coisa. O novo chip não baixou o Sleep Better, e na Play Store não tem mais, e nenhum dos aplicativos similares encontrados faz o que ele fazia, e pior, ele fazia em Português

Isso incomoda muito mais, o que não pode ser recuperado. Porque um novo chip e um aparelho de celular é possível comprar em poucos minutos a centenas de quilômetros de casa, mas um aplicativo perdido que não tem mais na Play Store não se encontra me nenhum lugar do mundo.

Eis a questão.

 –

Se quiser visualizar as fotos do quadro do tempo acesse o link Quem Vai Querer Saber, lá embaixo. Será redirecionado para um álbum no Facebook.


Your Comment