RSS

Dia 62 – 2011

Horário de Postagem

07:54

Dia de céu limpo e temperatura em elevação, com 20ºC às 6:23.

4

ANTES QUE eu ESQUEÇA

No dia 62 de 2010 o texto do post foi liberado às 08:15, só um pouco mais tarde que hoje.

3

BOM de VER

Mesmo tendo ido dormir cedo, ontem, não pude deixar de assistir até o fim o jogo entre Deportivo Tolima e Cruzeiro, 0 x 0, com direito a uma defesa do goleiro Fábio, do time mineiro, aos 35 minutos, em uma cobrança de pênalte, no segundo tempo. Depois daquilo achei que o Cruzeiro cresceria no jogo, mas faltaram as opções ofensivas básicas para isso.

O argentino Montillo até que jogou para o gasto, mas estava praticamente sozinho, levando-sem em conta as atuações de Wellington Paulista, Róger e outros. Não dava, mesmo, para querer fazer alguma coisa. E o pênalte realmente aconteceu. Apesar deste acerto, a arbitragem prejudicou imensamente o time mineiro o tempo todo, invertendo faltas claras cometidas pela equipe colombiana. Os jogadores do Tolima puxavam os adversários pela camisa e ele dava falta a favor dos colombianos. Muito ruins, os três cidadãos uruguaios que administraram a partida.

Mas se safou, o time de Cuca. Dia 16 tem a volta, em Sete Lagoas, ali o Tolima, que bate muito, vai ver o que é bom para a tosse.

2

MUDANÇA RADICAL

Uma das coisas (entre tantas outras) que gosto na Ana é que desde o primeiro dia de conversas ela sempre me fez pensar.

Ela sempre diz ou escreve alguma coisa que depois fica ocupando meu pensamento por horas, e às vezes dias. Não lembro qual a parte das conversações de ontem que me fez pensar em fazer o que fiz, mas achei interessante fazer uma comparação entre o que acontece hoje e o que acontecia no dia 62 de 2010. Naquele dia a temperatura estava na casa dos 21ºC.

Fiquei surpreso ao perceber que há um ano eu ainda fazia as contagens regressivas de forma manual, especificando apenas nos dias cheios qual era qual. No dia 62 de 2010 ainda faltavam 100 dias para a Copa do Mundo da África do Sul, e eu fazia a contagem manual. Que coisa. Naquele dia eu estava preocupado com um barulho que o Santa fazia, embaixo, por conta de uma borracha de sustentação do cano de descarga, que arrebentara. Naquele dia eu também havia sobrevivido a uma reunião do pessoal do setor, no auditório da empresa. 

Naquele dia fiz algumas observações sobre o seriado Nova York Contra o Crime, que ainda hoje tenho como uma das melhores séries policiais da história da televisão. Se alguém quiser ir lá ver como ficou a página, ontem descobri que uma ferramenta de pesquisa que tem no cabeçalho do blog, logo acima da foto, efetivamente funciona. Duvido muito que alguém o faça, por isso já vou adiantando que a principal diferença entre aquele dia de um ano atrás e o de hoje, é que hoje, um ano depois, falo de uma coisa que sequer cogitava que pudesse acontecer: que existisse alguém que me fizesse ficar pensando a respeito do que conversamos.

Alguém que consegue mais do que isso: consegue me fazer sentir vontade de voltar a escrever. Quase aposto que este é um dos poucos tipos de atitudes radicais que ela é capaz de admitir que gosta. 

Quase aposto.

– 

1

DISPARADA

Mais uma noite muito boa para dormir. Sem ventilador, sem lençol ou cobertor, sem frio nem calor.

Último dia de trabalho na semana antes do Carnaval, que terá dias que passarão voando,  porque folga é sempre assim, as horas disparam. Folga sexta e sábado, trabalho domingo, folga segunda e terça. Quebro um galho na quarta-feira de cinzas, mas haverá compensação no dia 15. Março tem tudo para também passar voando.


Your Comment