RSS

Dia 90 – 2019 / Semana 14

domingo

Horário da Postagem

09h06min

Em Porto Alegre a temperatura mínima com ligeira elevação, na casa dos 20 a 21°Celsius; o vento continua apresentando perda de intensidade, com rajadas de 3 a 4 km/h; o dia começa com a mesma nebulosidade do final da tarde de sábado e a chuva volta a marcar presença no quadro do tempo; temperatura máxima com estabilidade, com variação entre 27 e 32°; a umidade relativa sofre pequeno avanço, oscilando entre 84 e 90%. No momento desta publicação, 23°. Dados de aplicativos e clima para celular (Yahoo Tempo, Accu Weather, GoWeatherForecast, Tempo Agora, Radar Meteorológico).

³

Bom, então ontem aconteceu que ao sair do trabalho fui direto à casa dos pais, para almoçarmos e depois irmos à casa de uma das minhas irmãs fazer uma visita ao meu sobrinho Pedro, que passou por uma cirurgia de reconstrução dos ligamentos cruzados do joelho direito, lesão semelhante à sofrida pelo lateral esquerdo (agora zagueiro) Marcelo Oliveira, do Grêmio, só que a lesão do oliveira foi pior. O trânsito estava uma droga, e cheguei lá por volta de 13h25, um pouco antes.

Quando cheguei havia pouco lugar para estacionar. Por algum motivo a rua (que não é muito larga) estava tomada em quase toda a extensão. Não havia (e quase nunca há) nenhum evento na praça, do outro lado da rua. Precisei deixar a Marau um pouco fora da vista da janela da sala da casa. Mas quando cheguei no portão da casa olhei para cima e me pareceu que não havia ninguém. Toquei a campainha e esperei um pouco. Ninguém apareceu na janela. Tudo fechado.

Olhei para a máquina do Split e não estava funcionando.

Então pensei, eles já foram, vão almoçar por lá. Não me surpreendi com isso, porque a combinação com a mãe foi feita na terça-feira, e depois não nos falamos mais. Seria normal eles terem pensado que eu não iria. Então voltei para o carro e saí em direção à casa da irmã, que dali não dista mais que uns 15 minutos. Quando estava quase chegando escutei a “gota” (sinal de mensagens no celular) e decidi olhar logo que parasse o carro, o que se deu bem na frente da casa da mana, e encontrei uma mensagem da minha mãe perguntado se estava tudo bem e com um “estamos te aguardando”. Eu, opa, eles estão em casa.

Mandei resposta dizendo que estava indo, que chegaria em mais uns 20 minutos e que podiam começar almoçar sem mim. A mensagem da mãe chegou às 13h42, portanto arranquei da frente da casa da irmã por volta de 13h45. Pouco depois, quando cheguei, agora a máquina do Split estava funcionando. a porta do hall de entrada estava aberta (o que me pareceu não estar, na primeira vez em que cheguei), e eles ainda não tinham começado a almoçar.

Falei para eles, “vou contar uma coisa que vocês não vão acreditar“, e então os horários se encaixaram. Os dois provavelmente estavam para os fundos da casa e não escutaram a campainha. A mãe fazia pouco tempo que tinha vindo para a sala e ligado o ar. Preocupada com a minha demora, pois o normal seria eu chegar antes de 13h30, mandou a mensagem. Ainda bem que eu olhei o celular antes de bater na casa da irmã.

E isso que eu nem falei que na frente da casa da mana tem um arbusto que avança para o meio da rua, que quando estacionei virou o espelho retrovisor direito da Marau totalmente para o lado de fora. Depois de ler a mensagem da mãe eu o ajeitei, guardei o celular e arranquei. No meio do caminho quando pensei em fazer uma manobra de ultrapassem foi que vi que o arbusto havia virado novamente o espelho, desta vez totalmente para dentro.

E aí eu querendo ajeitar aquilo em alguma sinaleira fechada, peguei quase todas abertas. É sempre assim.

Depois do almoço a mãe não queria sair muito cedo. Chegamos à casa da mana pouco depois das 17 horas, e lá esqueci de contar de novo essa história.

²

Ontem eu passei calor, mas hoje cedo liguei para a manutenção e pedi para ligarem o ar do setor. Fica muito quente, isso aqui, com ele desligado.

¹

Ontem à noite a vontade de dormir era tanta que esqueci de ativar o Sleep Better. Meu instinto me fez olhar o relógio quatro minutos depois do horário em que ele deveria ter despertado. Não teve susto, nem correria.

P.S.: ¹No começo da noite de sábado passei um tempo ajudando a filha a se tranquilizar, depois de ela ter ganhado uma advertência por ter estacionado o carro em lugar que tem parquímetro e não ter colocado as moedas. Ela achava que era na saída que se colocava. A preocupação dela (muito justa) era de que se for confirmada a multa é uma infração grave que vale 5 pontos na carteira, e nos primeiros 12 meses só pode levar 4.

Ela ligou para a EPTC e lhe disseram que aquele tipo de advertência geralmente não vira multa, mas que leva 15 dias para aparecer no sistema; que ela deveria acompanhar no site do Detran de SC (o carro ainda consta no nome do antigo proprietário, com placa de Balneário Gaivota, ou algo assim – ela já providenciou a confecção das novas placas).

A filha disse que verificou que havia vários veículos com o mesmo tipo de advertência na redondeza, o que leva a crer que todo mundo ou se rebelou, ou pensou a mesma coisa, que se pagava no final da permanência, ou que no sábado não haveria cobrança.

Também conversei com ela sobre os recursos à EPTC, mas tudo indica que ela vai tentar resolver de imediato, se isso for possível.

P.S.: ².Claro que mesmo sabendo que a preocupação era pelos 5 pontos, não poderia deixar passar a oportunidade de tirar uma onda com ela dizendo que “depois da primeira multa a gente acostuma“.

Se quiser visualizar as fotos do quadro do tempo acesse o link Quem Vai Querer Saber, lá embaixo. Será redirecionado para um álbum no Facebook.


Your Comment