RSS

Esperar ou Agir (Dia 174 – 2022)

Quinta

NÃO ESPERE o DOUTOR MANDAR

É notório entre as pessoas que me conhecem que sou um contumaz fazedor de exercícios na esteira. Sempre que converso com alguém sobre cuidados com a saúde, a recomendação para que as pessoas façam algum tipo de exercício físico se impõe. Acho uma coisa fundamental. 

O que eu nem sempre digo é que muitas e muitas vezes preciso travar uma luta interna para me obrigar a subir na esteira. Do meu ponto de vista é uma coisa natural. Nem todos os dias dá vontade. O velho paradigma da preguiça vem e dá várias razões para eu não fazer. E eu penso nelas por alguns segundos, sempre. Se todos os dias eu faço, se me sinto bem hoje por ter feito exercício ontem (incluindo as eventuais caminhadas na rua depois de usar o equipamento em casa), por que fazer hoje? 

Amanhã eu compenso. 

Para uma boa parte das pessoas este tipo de pensamento já é o motivo para não fazer nem uma vez. Para algumas outras justifica o fazer dia sim, dia não. É tudo muito normal e natural. Só que para os que nunca fazem é maior a possibilidade de que algum dia, em algum momento, seja preciso se exercitar por recomendação médica, obrigatória.  

Todos os dias eu luto, e quando vejo já estou em cima da esteira. Claro, há dias em que não estou em casa, mas aí me obrigo a caminhar na rua, para compensar. O que de fato acontece é que a minha “briga” é porque a ferramenta está ali, disponível. Se não estivesse, talvez eu nem pensasse em caminhar na rua. Mas ela está. E está porque eu a coloquei aqui. 

E está aqui para que eu não tivesse a desculpa da intempérie lá fora. 

A maior prova de sua importância reside no fato de que quando sei que não vou estar em casa para usá-la a primeira coisa em que penso é que vou ter que dar um jeito de caminhar. 

A disciplina pessoal envolvida para que se cumpra uma ordem pessoal como essa, de fazer exercícios, é a grande desafiante do paradigma inconsciente que tenta me convencer a não fazer nada. E para que não haja dúvida: quem me conhece sabe que não comecei ontem a coisa de exercícios físicos. Tenho esteira em casa desde 2010. E ainda assim, até hoje é preciso vencer a vontade de não fazer nada. 

Então, sugiro que, assim como eu costumo fazer, as pessoas pensem sobre quem está no controle de quem nas diversas áreas de suas vidas

Para maiores noções sobre desenvolvimento de autodisciplina, clique aqui.

(a foto é antiga)

E se este post fez algum sentido para você, compartilhe com seus amigos, deixe seu comentário e/ou dê sugestões sobre temas para postagem.


Your Comment






Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.