RSS

Falta Muito

DUPLO ESFORÇO

O cálculo que faço com meu amigo, de que atingindo 136 batimentos cardíacos por minuto estarei efetivamente gastando calorias, jamais foi alcançado nas caminhadas na esteira (agora com cinco minutos de corrida inseridos em um tiro de 2 minutos e dois tios de 1,5 na velocidade 11), e no entanto, no último lance de corrida eu ainda termino quase morrendo, ou seja, o ritmo que estou impondo ainda está fazendo efeito.

No dia em que eu sair rindo do último esforço estará na hora de eu ou aumentar a velocidade da caminhada, ou aumentar o tempo de corrida. Vale lembrar que da semana passada para cá está sendo a primeira vez em muito tempo que estou pegando uma sequência de cinco dias consecutivos de exercício. A parada de segunda e terça vai representar o período de descanso que também é importante para o condicionamento físico.

Durante esta atividade eu continuo na briga para eliminar músicas do pen drive da caminhada. É um desperdício um aparelho com o potencial do NX5 ler apenas 999 arquivos. Meu problema é que ainda estou com 1.308 no dispositivo. E no maio do exercício às vezes ele insiste em tocar suas bruxas, músicas que eu gosto, mas acho que é demais elas tocarem toda vez que o aparelho está reproduzindo.

Como ando com o controle remoto do som em um nicho da esteira, quando toca alguma música que escutei muito recentemente (é preciso levar em conta que com as exceções que já excluí do pen da caminhada, os conteúdos dele e dos pen drives que estão no som do quarto e no som do carro são praticamente os mesmos), em especial ali na esteira, eu pulo para a próxima, em busca de alguma música que ou não tenha sido ainda executada pelo dispositivo, ou não tenha sido tocada tão recentemente. Daí, dependendo da música, já levo o pen para o computador e faço a exclusão.

Está cheio de arquivos ali que não tocam porque estão classificadas no trecho entre as músicas 999 e 1.308. E algumas dentro da faixa até 999 não precisariam estar ali.


Your Comment