RSS

GRÊMIO (de virada) 3 x 1 River Plate/SE

Com a classificação para a próxima fase praticamente garantida, mas buscando ainda a melhor formação, o Tricolor joga em casa com o treinador promovendo uma mudança que vinha sendo muito pedida pela torcida.

COPA do BRASIL 201221.03.

ESTÁDIO OLÍMPICO

19:30

Jogo de volta 

 Formação que inicia a partida:

Victor; Gabriel (2), Werley (34), Gilberto Silva (3), Pará (31); Fernando (17), Souza (5), Marco Antônio (11), Bertoglio (7); Kleber (30) e Marcelo Moreno (9).

Cartões: amarelo para Gilberto Silva, aos 28.

Gols: confusão na área gremista, Victor sai mal, perde a dividida e Lelê manda para o gol, aos 11; Marcelo Moreno recebe a bola dentro da pequena área, quase pisa na bola, se atrapalha, mas consegue completar, aos 34. Segundo tempo: Marquinhos cruza da esquerda, bola no meio da área e Werley, de cabeça, manda para o gol, o goleiro ainda toca na bola, nas não evita, aos 34; Léo Gago cobra falta aos 39, chute rasteiro, a bola bate na barreira e engana o goleiro Pablo, entrando no canto inferior direito.

Trocas: segundo tempo: Léo Gago (8) vem para o jogo no lugar de Souza, aos 12; Marco Antônio sai para a entrada de Marquinhos (19), aos 19; André Lima (99) vem para o jogo no lugar de Marcelo Moreno, aos 25.  

*

Difícil saber por onde começar a falar sobre o primeiro tempo deste jogo. O Grêmio começou de um jeito que parecia que iria massacrar o time sergipano, mas não demorou muito para a forte marcação do adversário equilibrar as ações. Houve um momento em que o River foi melhor, e chegou à abertura do placar. Teve, depois, o autor do seu gol expulso aos 36 por falta violenta em Bertoglio, por trás. O Grêmio já havia empatado, mas não fez um bom jogo, pelo contrário, apresentou muitos defeitos.

No segundo tempo o River voltou fechado com um ferrolho que foi complicado de abrir, ainda mais que o Grêmio não tinha jogadas pelos lados, afunilava, tentando entrar pelo meio sempre congestionado pela defesa adversária. A exemplo do jogo de Aracaju, o preparo físico falou mais alto, agravado pelo fato de que o River estava com um homem a menos.

*

Arbitragem: Célio Amorim (Asp. Fifa/SC), auxiliado por Josué Gilberto Lamim (SC) e Neuza Inês Back (SC).

Público: pagante 16.719; total 20.009; renda R$ 263.559,25.

Melhor do jogo: Fernando.


Your Comment