RSS

GRÊMIO 0 x 1 Flamengo (1×3) (8.868)

33ª RODADA do BRASILEIRÃO 2019 (67)

O Tricolor volta a campo para tentar se consolidar ainda mais na quarta posição com vaga direta à Libertadores de 2020, desta vez contra o líder, que o eliminou daquela competição e vem com metade do time com os excelentes reservas que tem, pensando na decisão do próximo sábado, no Peru.

Na GRÊMIO ARENA – 17.11.

16h

Formação que inicia a partida:

Paulo Victor; Léo Moura (2),Geromel (3), Bavid Braz (33) e Cortez (12); Michel (5), Maicon (8), Alisson (23) e Tardelli (9); Everton (11) e Luciano (18).

*

Primeiro tempo: começando com o Flamengo tentando atacar, mas sendo bloqueado pelo sistema defensivo gremista.
Lucas Silva ganha de Geromel na corrida e bate cruzado de dentro da área pela direita para defesa de Paulo Victor, a 1 minuto e meio. Gabigol lançado em velocidade na intermediária ganha de metade da defesa gremista e da entrada da área bate cruzado para defesa de Paulo Victor no cão, aos 3. Tabela entre Arrascaeta e Gabigol em que este último finaliza cara a cara com Paulo Victor, que faz defesa parcial milagrosa no chão, aos 19. Chute cruzado de Cortez de dentro da área pela esquerda que Diego Alves pega em dois tempos, aos 20. Alisson cobra falta da entrada da área, a bola bate na berreira e desvia, mas Diego Alves pega no santo esquerdo, no chão, aos 31. Apesar de fazer um confronto relativamente equilibrado, o Grêmio não tem efetividade no ataque, especialmente porque Everton ainda não entrou no jogo.

VAR: ratificou a decisão do árbitro no momento da marcação do pênalti.

O Flamengo volta sem alterações para o reinício de partida.

Segundo tempo: o Grêmio tenta atacar, mas falta competência. Não ficou bem claro se as vaias da torcida foram para André, ou para Michel, ou para o treinador. Chute de Everton da entrada da área que Diego Alves espalma de volta para o campo de jogo, aos 45. O Grêmio luta muito, especialmente ao ficar com 11 contra 10, mas não trem competência, nem sorte, e perde a primeira partida depois da eliminação na Libertadores, e para o mesmo time, que desde 1994 não vencia o Grêmio em Porto Alegre.

VAR: não foi acionado em lance que poderia ter sido marcado pênalti em favor do Grêmio em lance quase idêntico ao da primeira etapa, mas eu achei que não foi.

Cartões: segundo tempo: amarelo para Alisson, aos 33.

Gols: Gabriel cobrando pênalti, aos 37.

Trocas: segundo tempo: Pepê (25) vem para o jogo no lugar de Tardelli, na volta do intervalo; André (90) vem para o jogo no lugar de Michel, aos 20; Felipe Vizeu (10) vem para o jogo no lugar de Léo Moura, aos 31.

O resultado mantém o Grêmio na quarta colocação do G-4.

*

Arbitragem: Raphael Claus (Fifa/SP), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa/SP) e Anderson de Moraes Coelho (AB/SP).

Aos 33 do primeiro tempo o árbitro não hesita em assinalar penalidade máxima em lance em que a bola bate no braço de Léo Moura, que se atirava ao chão para dar um carrinho. O árbitro apresenta dois cartões amarelos, e portanto um vermelho para Gabriel Barbosa por ironizar marcação de falta em favor do Grêmio, aos 28 do segundo tempo.

Público: pagante 28.541; total 30.980; renda R$ 1.175.820.

Melhor do jogo: Rodolpho.

V= 36/ E= 18 / D= 13


Your Comment