RSS

Preocupação a Menos

ADMITINDO QUE CADA um VIVE DENTRO da SUA REALIDADE

Há pelo menos dois assuntos que não chamam mais a minha atenção durante as leituras de quaisquer notícias, entre elas a da versão impressa da Zero hora. Um deles, na verdade, os assuntos referentes ao fumo, não me preocupo desde sempre. Não perco meu tempo lendo quaisquer matérias que envolvam os males gerados pelo hábito de fumar, primeiro, porque não fumo.

Ah, mas tem a questão do fumo por tabela, o fumante passivo. É verdade, tem. Mas isso é para quem convive com pessoas que fumam e/ou se conformam em passar momentos próximos a pessoas que fumam. Se o fumante não se preocupa com os males do cigarro, por que eu me preocuparia?

Meu papel é o de ser o cara chato que não tolera cigarro, não fica perto, que reclama quando acha que deve, e eu não me importo nem um pouco de fazer este papel. Em 999% dos casos o cigarro, seus odores e males passam longe da minha pessoa.

Ganho tempo não lendo matérias que tratam do tema.

Outra coisa que não chama mais a minha atenção (e por isso ganho tempo não mais lendo matérias sobre isso) é a questão (ou as questões) da educação básica no Brasil. Faz muitos anos que não tenho filhos em idade para isso. Já foi meu problema; agora é de quem tem filhos nessa idade.

Ah, mas os meus netos um dia vão estar nessa situação. Sim, um dia vão estar. E isso será tema de preocupação para os pais deles, no caso, meus filhos. Eles terão que se preocupar com isso. Eu tive a minha cota de preocupação, não fui perfeito (e nem poderia ter sido), os tempos eram outros, etc.

O jeito como as coisas eram (e já não eram boas) não impediu que minha filha se tornasse professora. O jeito como são hoje faz com que ela pense em mudar de profissão. Assim são os tempos. E eu também ganho tempo não lendo matérias e/ou artigos que tratem de educação e como lidar com crianças pequenas. Eu tive meu tempo e o meu jeito, quando os meus eram pequenos. Provavelmente hoje em dia meu jeito está enferrujado, mas como avô (no dia em que isso acontecer) não será meu papel interferir na educação que os pais lhes darão, então não faz mal. O máximo que poderei fazer será dar algum palpite se alguma vez for consultado.

Matérias sobre ensino básico, educação de crianças, e outras questões da infância, são, sim, de interesse de quem tem crianças pequenas e/ou de quem pretende ser pai ou mãe. Recomendo fortemente que as leiam, mas eu não paro mais para as ler, e com isso ganho tempo.

P.S.: Há indícios, a começar pela alta temperatura do final da manhã, contrariando a expectativa da maioria dos aplicativos de previsão do tempo (menos o Tempo Agora, que lascou 3 mm), de que a até o final da tarde a chuva vai chegar em Porto Alegre. Já há relatos de chuva pelo interior do Estado, informação dada na Rádio Gaúcha no começo do Esportes ao Meio-Dia.


Your Comment