RSS

Sem Meta

MANHÃ de TERÇA – 22.03.

Bueno, depois de gravar o vídeo da semana para o You Tube, vim para a sala brigar com o sono da hora da leitura. Na questão do vídeo, na semana passada eu estava quase com a convicção de que teria que regravar, e depois quando fui ver achei que tinha ficado bom (na parte tocante ao meu desempenho na hora da gravação; a imagem não ficou muito boa por causa do entardecer). Para o vídeo gravado hoje, não fiquei com muita dúvida, mas certeza, certeza, mesmo, só quando chegar a hora de revisar.

Faz dias que ando pensando, mas sempre esqueço de escrever, que não vejo a hora de receber a conta de luz. Por ter havido mudanças na temperatura, em fevereiro, que me dispensaram de usar o ar condicionado em tempo integral, e por ter sido impedido de continuar usando a esteira no início de março, estou supondo que vai haver sensível redução da fatura. E no mês seguinte ainda mais.

A bobeira de sono me faz pensar que enquanto abuso da criatividade para me manter a todo custo afastado da tentação de tirar om cochilo (o que em dias anteriores não tenho me empenhado muito em evitar), a mesma criatividade falta para eu ter com o que encher o mundo interminável de folhas de papel em branco que tenho no canto da mesa a me encarar. É como se a pilha ficasse me olhando e perguntando E aí?. Sim, eu vou encarar, mas com menos velocidade do que pensei que seria capaz.

A ideia de três folhas de fosse o que fosse descartado por dia não está dando certo em 2016. Menos mal que não me arvorei a estabelecer nenhum objetivo para o número de postagens no ano. Pelo andar da carruagem acredito que em 31 de dezembro deverei estar encostando em algo em torno de 3.200 posts no geral, talvez um pouco mais. Mas não tem correria, não tem estresse e eu sequer fiz conta para calcular uma meta. Até porque, como são dois blogues, seria demais eu correr para publicar coisas aqui e no outro.

Não estou querendo mais pressão para mim.


Your Comment